O prefeito de Bauru, Clodoaldo Gazzetta, assinou decreto de estado de emergência na manhã desta terça-feira (29), motivado pelo aumento do número de casos de dengue, que somam quase 800 casos só em janeiro de 2019, e de picadas de escorpião na cidade.

O decreto tem validade de 180 dias a partir de quinta-feira (31), quando será publicado no Diário Oficial (DO) do Município. A partir desta data, todos os proprietários dos 49.065 terrenos particulares tem o prazo de 30 dias para realizar a limpeza dos mesmos.

Após esse período, caso a limpeza não tenha sido realizada, os proprietários poderão ser multados em R$ 5,00 por m² e a Prefeitura deverá realizar a limpeza por meio de empresa licitada, enviando posteriormente a conta para o proprietário do imóvel. Importante ressaltar que um processo de licitação pode levar meses.

Para garantir o pagamento a Prefeitura irá registrar a dívida em cartório. A fiscalização dos terrenos será feito dentro da rotina de trabalho dos fiscais, inclusive capacitando outros servidores para exercerem a função.

“Dessa forma a gente tem a certeza de que vamos ter uma cidade bem mais limpa, porque essa ação vai continuar durante o ano”, enfatiza o Prefeito.

Prefeitura deve começar a zelar pela cidade

Na coletiva, Gazzetta também apresentou um novo modelo de zeladoria da cidade, que inclui a compra de 10 caminhões para a coleta de lixo para resolver o problema que é uma das principais reclamações do munícipe.

Nunca antes na história da cidade, segundo a assessoria de comunicação, houve registro de compra de tantos caminhões de uma única vez. A última aquisição foi de dois caminhões em 2014. A vida útil de cada caminhão seria em média de cinco anos.

O que faltou deixar claro é se haverá mudança na manutenção da frota, apontada como deficitária, com demora na reposição de peças.

Até que o processo de compra seja concluído, a Prefeitura irá alugar mais cinco caminhões para auxiliar na coleta de lixo orgânico.

Chorume

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) irá assumir gradativamente a coleta do chorume do aterro sanitário. Para isso adquiriu um caminhão que está sendo adaptado para a função.

Tapa Buraco

A Prefeitura também irá contratar serviços de tapa buraco para que os reparos sejam feitos de forma mais rápida e eficiente na manutenção das vias da cidade, sobretudo àqueles abertos pelo DAE.

Demais zelos pela cidade

Dois caminhões “cata trecos” também serão adquiridos para percorrer as ruas da cidade periodicamente na retirada de materiais inservíveis da população.

Outra frente que será trabalhada é a manutenção e jardinagem de praças da cidade, que será feita por empresas contratadas, incluindo a capinação das áreas públicas que será feita em parte pela Emdurb.

Gazzetta ressalta ainda que nenhum servidor será demitido, os mesmos serão realocados para outros serviços.